segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Para todo o sempre


A tentação em resolver o excesso de peso sem esforço e em curto espaço de tempo é enorme e difícil de resistir, ainda mais sabendo que “gordinhos(as)” tendem a buscar “soluções mágicas”e que querem “ser emagrecidos” e não emagrecer assumindo e se comprometendo com o processo e mudanças necessárias para obtenção do resultado desejado, criou-se os shakes. Com a promessa de serem substitutos nutritivos e de baixa caloria para as refeições, os shakes foram criados em 1980 nos EUA, com a promessa de conseguir acabar com a guerra contra balança. Contudo, uma dieta equilibrada e não restritiva é fundamental para alcançar e, principalmente, manter o peso ideal a longo prazo, acabando com o indesejado “efeito sanfona”.


Sefundo, o Dr. Antonio Herbert Lancha Jr. Chefe do Laboratório de Nutrição e Metabolismo Aplicado à Atividade Motora da Universidade de São Paulo (USP), não é recomendável tomar esses shakes por conta própria, sem orientação, deve-se consultar uma Nutricionista, além de um Endocrinologista. Ainda assim, mesmo sob orientação o uso do Shakes deve ser limitado a uma refeição por dia. E as demais refeições devem ser completas, de modo a suprir as carências nutricionais.

Dr. Lancha Jr., ainda pondera que “o uso do Shake não corrige os problemas causados por uma alimentação irregular e de má qualidade. Passado algum tempo, se não houver reeducação alimentar, a pessoa volta a engordar”.

O porquê se come errado que deve ser investigado e tratado. A mudança necessária para se levar uma vida saudável que devem ser estudadas para que a perda de peso e manutenção do peso adquirido se mantenham para todo o sempre.

De nada adianta querer restringir ao máximo os alimentos, já que ninguém aguenta viver em privação apara sempre. E que ainda consiga, terá perda de nutrientes importantes, uma vez que nenhum nutriente deve ser excluído, seja ele carboidratos, lipídios, proteínas, gorduras, vitaminas ou minerais. Todos são importantes e cumprem uma função para o organismo dentro das medidas e quantidades certas.

O engorda e emagrece constante, além de dificultar cada vez mais o emagrecimento, ainda pode levar a variação de pressão arterial, problemas de glicemia, resistência à insulina e colesterol alterado. O melhor é a reeducação alimentar.

A nutricionista Cíntia C. Gimenes, alerta que “o emagrecimento rápido e sem orientação, pode causar perda de massa muscular, água, eletrólitos e minerais em vez de gordura, além de desregular o metabolismo, ficando mais lento”. É importante considerar as diferenças individuais e alterar a rotina, para tratar o sobrepeso e obesidade com adoção de uma vida mais ativa e uma dieta equilibrada, não por um curto espaço de tempo, mas para todo o sempre.

2 comentários:

Isac Aires disse...

Excelente post, esse efeito sanfona eh muito comum, mas eh bom salientar que cada organismo reage de uma forma, ou seja, um dieta pra mim, não pode ser indicada pra outra pessoa, e no mercado há muitas soluções mágicas, mas a obesidade tem tratamento e não cura.Aguardo sua visita no meu blog e vlog, onde conto
tudo sobre minha cirurgia bariátrica.
|Blog| http://isaclourenco.blogspot.com.br/
|Vlog| http://www.youtube.com/100observacoes

Ana Beatriz Cintra disse...

Isac Aires, você tem toda razão. Dietas não são milagrosas e devem ser personalizadas por profissionais competentes da área, no caso os nutricionistas e acompanhadas por endocrinologistas.
Obesidade tem tratamento e a cura é a manutenção do corpo com peso normal. E para mante-lo só fazendo muitas mudanças: mudança na escolha de alimentos, mudança no sedentarismo, mudança na forma de pensar.
A obesiade é uma doença de causas multifatoriais e só será bem tratada se for por uma equipe multi também.

Conheço seu blog e recomendo...depoimentos de vencedores nos são motivadores.
Parabéns pelo seu siucesso e pela sua iniciativa

Agradeço sua participação e espero ve-lo mais fezes por aqui...